Crescer na Graça e no Conhecimento

 “Antes crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como até o dia da eternidade.” 2 Pedro 3:18
Um dos objetivos da espiritualidade cristã é sermos transformados à semelhança de Jesus Cristo. Estamos nos tornando parecidos com Jesus? Queremos mesmo ser parecidos com Jesus? Quais seriam as implicações disso? Como comunidade cristã temos refletido os valores e as atitudes do Senhor Jesus? Como Seu corpo, temos agido da forma como ele agiria diante da nossa cidade e região?
Antes que você seja envolvido pelas heresias, cresça na graça e no conhecimento da Palavra de Deus, crescer na graça e no conhecimento é uma vacina contra a heresia.
– Para não cairmos no besteirol dos outros
– Para que não venhamos ter um crescimento deformado.

Precisamos considerar algumas verdades em geral, antes de olharmos o que significa crescer na graça e no conhecimento do Senhor Jesus Cristo.

* Crescimento depende de vida.
Isto é tão verdade espiritualmente quanto fisicamente.  Você nasce e depois cresce. A Bíblia ensina que todos nós entramos no mundo espiritualmente mortos (Ef 2:1-3). Ser religioso não é suficiente. Jesus disse ao fariseu religioso Nicodemus (João 3:3), “Se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus”. Só Deus pode dar vida nova. Sem vida nova, o cristianismo torna-se moralismo. O cristianismo genuíno é uma questão da vida de Deus na alma do homem. Para crescer, você tem que nascer de novo.

* Crescimento é uma necessidade, não uma opção.
A vida cristã é como andar de bicicleta: se você não está se movendo para frente, você cai. Para se manter firme, você deve crescer. Se uma criança não está crescendo, ela tem um grave problema de saúde. O crescimento é algo normal e essencial na vida. Mas, ao contrário das crianças, quando se trata da vida espiritual, o crescimento não termina. Temos que continuar crescendo até nos encontrarmos com Jesus Cristo. Depois de mais de 25 anos como um cristão, o apóstolo Paulo escreveu (Fp 3:13-14): “Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo pelo prêmio da vocação celestial de Deus em Cristo Jesus.” O crescimento é uma necessidade, não uma opção.

* Crescimento é gradual, não instantâneo.
Até mesmo Jesus começou neste mundo como um bebê. Ninguém passa de um bebê para um adulto em um dia, ou até mesmo alguns anos. É preciso tempo para crescer e se desenvolver. Você não leva para casa um bebê que acabou de nascer e diz: “A geladeira está ali, o banheiro é no corredor”. Você não espera um bebê fazer coisas que só os adultos fazem. O crescimento espiritual é um processo, não é instantâneo.
Você não pode perceber a mudança que teve na sua vida, mas você deve ser capaz de olhar para trás e ver que você ama a Cristo mais agora do que há cinco anos atrás. Agora você sente a enormidade do seu pecado. Agora você obedece mais a Palavra de Deus. Agora você quer conhecer mais a Deus do que antes. Perceba que o crescimento é gradual, envolve tempo.
O fato de o crescimento ser gradual, vai contra a ideia da “santificação instantânea” que não passa de uma ilusão. Esta santificação instantânea é promovida muitas vezes com o “ser batizado com o Espírito” ou “falar em línguas” e você terá instantaneamente vitória sobre o pecado.  Mas o caminho de Deus para piedade, é através da disciplina, não através de milagres (1 Timóteo 4:7). Eu não estou dizendo que Deus nunca nos dá experiências espirituais, jamais! Estes momentos são maravilhosos quando Deus dá. Todavia, isto não é regra; é exceção.  O que eu estou dizendo é que tais experiências não fazem você amadurecer instantaneamente.

* Crescimento é difícil, não é fácil.
Você tem que se rastejar antes de andar. E uma vez que você não tem o jeito de andar, você cai. O crescimento espiritual é do mesmo jeito. Você tem que se levantar e tentar de novo e de novo. Às vezes você tem excesso de confiança em si mesmo e diz: “Eu aprendi esta lição”. Então você falha, e o Senhor mostra que você não aprendeu ainda.
Com essas lições gerais, vamos considerar especificamente o que significa crescer na graça e no conhecimento de Jesus Cristo.

1- Crescer na graça e no conhecimento de Jesus Cristo
As lições gerais já foram dadas, agora vamos nos concentrar no que significa crescer na graça e no conhecimento de Jesus Cristo.

A) Crescer na Graça
A graça é a chave para o relacionamento com Deus, porque Ele tanto nos salva pela graça (Ef 2:8) quanto nos sustenta pela graça (2 Cor 12:9). A graça se opõe a toda forma humana de se aproximar de Deus pelos próprios esforços. Por isso, devemos nos lembrar constantemente que somos salvos pela graça, para não cairmos em um sistema de mérito com Deus.  O mundo opera no sistema de mérito. Se você estuda duro na faculdade, você é recompensado com um bom trabalho. Se você trabalha duro no emprego, você é recompensado com aumento de salário e promoções. No sistema de mérito, você tem o que merece, e merece o que recebe. E todas as religiões do mundo operam no sistema do mérito.  Você entra no céu com base no que você tem feito. O sistema de mérito premia nossa conquista e alimenta o nosso orgulho.
Mas a graça se opõe ao sistema de mérito. Graça significa favor imerecido. Nós merecemos a ira de Deus, mas Ele nos abençoa livremente com a sua graça, independente das nossas obras. Sob a graça, nós não trabalhamos para ganhar o céu; recebemos tudo o que Deus providenciou para nós, por causa da sua graça. Paulo explica (Rom 4:4-5): “Ora, ao que trabalha não se lhe conta a recompensa como dádiva, mas sim como dívida; porém ao que não trabalha, mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é contada como justiça;”. Sob a graça Deus recebe toda a glória, e o orgulho humano é humilhado.
Mas, como é que vamos crescer na graça que vem do Senhor e Salvador Jesus Cristo? O princípio geral é: ” Deus resiste aos soberbos, mas da graça aos humildes” (1 Ped 5:5). Crescer na graça envolve chegar a um maior entendimento sobre a santidade de Deus, sua justiça e Soberania; o que também faz com que você veja mais de sua própria rebeldia, egoísmo e orgulho. Você ver mais e mais de como você é indigno de ser objeto da graça salvadora de Deus. E ainda você enxerga mais e mais de como Deus é grande em amor e graça.
Você nunca vai se sentir um verme, enquanto não ver seu Salvador morrendo por você. Sofrendo a ira de Deus. Pagando os seus peados. Você nunca vai saber o tamanho do seu pecado olhando para si mesmo. Mas quando olhamos para a grandeza do Salvador, caímos em reverência. Quando você crescer na graça dEle, você crescerá mais e mais em humildade. Crescer na graça implica pensar menos de si, e mais de Cristo. Você pode ter certeza que está crescendo na graça, se você tem a convicção crescente do seu próprio pecado e indignidade; se você ver mais e mais a escuridão do seu próprio coração. Para crescer na graça você deve se estimar menos, e estimar mais a Cristo. Ele é grande e Santo, e você é um pobre pecador. Crescer na graça é ter a consciência de Isaías “Ai de mim, estou perdido”.

B) Crescer no conhecimento
Pela terceira vez nesta carta, Pedro se refere a Jesus como “nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo” (1:12; 2:20). Você não pode separar Jesus Cristo como seu Salvador e não como Senhor. Quando você confia em Cristo como Salvador, automaticamente ele é o seu Senhor. A vida cristã é uma questão de crescimento progressivo em submissão a Cristo através da Palavra de Deus.
Crescemos no conhecimento de Jesus Cristo à medida que obedecemos a Ele. Jesus disse (João 14:21): “Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele.” Crescer no conhecimento envolve saber os fatos sobre Ele (revelado nas Escrituras) e conhecê-lo pessoalmente, intimamente. Você precisa destas duas coisas para crescer.
O conhecimento de Cristo e o conhecimento sobre Cristo, é essencial para o crescimento cristão. Com um nos salvaguardamos da heresia, e o outro é um meio de crescermos na graça.  O conhecimento sobre Cristo impede-nos de cair no falso ensino das seitas que negam a divindade de Jesus Cristo. Mas Cristo não é a apenas um assunto a ser estudado: Ele também é uma pessoa a ser conhecido. Devemos crescer e conhece-lo em um nível mais profundo à medida que passamos mais tempo com Ele na Sua Palavra e na oração.

Conclusão
Pedro termina este verso com um doxologia:”A ele seja dada a glória, assim agora, como até o dia da eternidade.”  Veja, Deus recebe toda a glória. Se crescemos, é porque Ele deu o crescimento. É Ele que opera em nós o desejo de crescer. Portanto, cresça na graça e no conhecimento de Deus. Entenda que isto leva tempo e não é fácil, mas não é impossível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *