Lugar de Esperança

Olá, hoje postarei sobre um assunto que muito tem me preocupado no meio secular e que observo, tem entrado na igreja através de acessórios nos braços, dedos, roupas e nos brincos das mulheres e estampado em camisetas por todos os lados, virou febre em blogs, lojas e é assunto entre a maioria das pessoas, é o que acredito ser a ditadura da moda, ou você usa ou ta por fora. Porém o que se esconde por traz deste simbolo? Como o cristão deve se portar diante de adquirir para si ou para um filho, ou uma filha um acessório ou um adereço com essa imagem? Vou discorrer sobre este fenômeno e no fim você tire suas conclusões. Espero que postem um comentário até para que possamos trocar informações e como sempre digo, não quero me colocar como o dono da verdade, mas abrir um espaço precioso para que você possa testemunhar ou relatar algo que venha a edificar ou até mesmo alertar uma pessoa sobre o assunto. Abraço e boa leitura.

No Brasil o estilista Alexandre Herchcovitch também adotou a imagem da caveira como símbolo recorrente em suas criações. Aos poucos os brasileiros foram aderindo ao uso da estampa tão “temida”, já que algumas pessoas têm um certo receio de usar caveiras em seus looks, por elas serem associadas à morte.
Em janeiro de 2010, conforme o artigo Caveiras:das tribos para a moda, o tRendências já havia chamado a atenção para o uso das estampas e outros artigos com a imagem ou o design de caveiras.
Embora elas sempre estejam presentes em coleções de alguns estilistas, elas caíram no gosto popular, recentemente.
A moda veio aparentando algo temivel, e chegou a ser usada por algumas celebridades internacionais para homenagear o estilista Alexander McQueen, morto em fevereiro desse ano. Desde o início da sua carreira, o fashion designer adotou a imagem do crânio para a sua marca.
No início desse ano, Herchcovitch chegou a usar a estampa em algumas peças de sua coleção infantil criada para a C&A. Foram 45 modelos desenvolvidas pra meninos e meninas de 4 a 14 anos.
Muitas celebridades estão usando roupas e acessórios de caveiras, e parece que já virou moda por aqui
Outras considerações:

– No México, o Dia dos Mortos é uma celebração de origem indígena, que honra os defuntos no dia 2 de novembro. Começa no dia 31 de outubro e coincide com as tradições católicas do Dia dos Fiéis Defuntos e o Dia de Todos os Santos. Além do México, também é celebrada em outros países da América Central e em algumas regiões dos Estados Unidos, onde a população mexicana é grande. A UNESCO declarou-a como Patrimônio da Humanidade.
As origens da celebração no México são anteriores à chegada dos espanhóis. Há relatos que os astecas, maias, purépechas, náuatlese totonacas praticavam este culto. Os rituais que celebram a vida dos ancestrais se realizavam nestas civilizações pelo menos há três mil anos. Na era pré-hispânica era comum a prática de conservar os crânios como troféus, e mostrá-los durante os rituais que celebravam a morte e o renascimento.
O festival que se tornou o Dia dos Mortos era comemorado no nono mês do calendário solar asteca, por volta do início de agosto, e era celebrado por um mês completo. As festividades eram presididas pela deusa Mictecacíhuatl, conhecida como a “Dama da Morte” (do espanhol: Dama de la Muerte) – atualmente relacionada à La Catrina, personagem de José Guadalupe Posada – e esposa de Mictlantecuhtli, senhor do reino dos mortos. As festividades eram dedicadas às crianças e aos parentes falecidos.
É uma das festas mexicanas mais animadas, pois, segundo dizem, os mortos vêm visitar seus parentes. Ela é festejada com comida, bolos, festa, música e doces preferidos dos mortos, os preferidos das crianças são as caveirinhas de açúcar.
– Exu Caveira, juntamente com Seu Tata Caveira, são responsáveis diretos pela administração do vício na Terra, na maior parte vicio em drogas pesadas que alteram a percepção e causam dependência física e ou psíquica, incluindo álcool e cigarros, eles podem também facilmente influir na sanidade corporal e psíquica das pessoas tirando ou dando lucidez e ou saúde física.
-É sincretizado com a divindade pagã conhecida, em sânscrito, por Sergulath, e sua falange, pela ordem: Próculo, Haristum, Brulefer, Pentagnony, Aglassis, Sidragosam, Minoson e Bucon, perfazendo um total de nove, número este o preferido de Exu Caveira e por ele utilizado na magia.

– Não se deve evocar ou invocar essa entidade a menos que ela se apresente, ela é uma das mais perigosas e muitas das magias negras que são realizadas no mundo hoje tem haver com espritos baixos que trabalham pela linha de Caveira das Trevas.

No satanismo: Simbolo Caveira.
Símbolo da morte. Geralmente é usada com uma imagem de um pentagrama por traz.
Existem caveiras de muitos outros tipos, e que inclusive podem ter outros significados.
Nota: Aquele símbolo antigamente utilizado por piratas e também utilizado para indicar perigo, de uma caveira com dois ossos (tíbias) cruzados, simboliza, entre outras coisas, um demônio, ou uma personificação de satanás, conhecido como “Exu Caveira”.
“… todos os que me odeiam amam a morte.”  [Provérbios 8:36b].

O satanismo ama e corteja a morte. Assim, os satanistas amam os símbolos da morte, como os esqueletos, caveiras, e caixões. Após a Segunda Guerra Mundial, diversos historiadores ficaram tão consternados com os campos de extermínio e o número imenso de vítimas, que procuraram determinar como o país de Martinho Lutero pôde se transformar no país de Adolf Hitler. Alguns deles concluíram que, quando uma sociedade começa a exibir símbolos da morte nas seções de Arte e Entretenimento dos jornais, essa sociedade secretamente já está matando pessoas inocentes, mas especialmente os indivíduos depreciados — os doentes terminais, idosos e os deficientes físicos. A não ser que você tenha vivido em Marte até pouco tempo, pensará imediatamente na atual cultura baseada na música Rock, com o amor inacreditável pelos símbolos da morte. Poderá também lembrar a programação dos cinemas, com a grande preponderância de filmes baseados no ocultismo. Ou, poderá lembrar a última vez que visitou uma videolocadora e viu que ela oferecia uma vasta seleção de filmes baseados em demonismo.

Assim, você pode ver que a Caveira e Ossos tem obsessão pelos símbolos da morte. Essa obsessão vai do sério ao ridículo. O símbolo da caveira com os ossos é o mais sério, identificando-a como uma Irmandade de Sociedade da Morte; entretanto, a obsessão vai ao ridículo quando eles bebem em cálices no formato de caveira e recebem a iluminação de lustres que têm o formato de caveiras e que emitem a luz pelos orifícios oculares!
Entretanto, essa obsessão é coerente em um satanista, pois eles “amam a morte”, exatamente como Deus diz em Provérbios 8:36b.
Fonte:
http://batalhaespiritualprwagner.blogspot.com;
O chamado de Deus;
http://www.espada.eti.br

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu